terça-feira, junho 15, 2021

Auxílio Emergencial de Minas Gerais será pago em parcela única

- Publicidade -

O Governo do Estado de Minas Gerais anunciou mais alguns detalhes sobre o pagamento do novo Auxílio Emergencial estadual. Agora a novidade é que o mercê será pago em parcela única no próximo mês de agosto para as famílias mais pobres do estado.

Isso quer expor portanto que todo mundo que receber o numerário vai pegar a quantia de uma vez só. Ainda não há uma data exata para que nascente pagamento aconteça. Também não se sabe oficialmente se haverá uma espécie de escalonamento nesses repasses para evitar filas.

O que se sabe de roupa é que será um pagamento no valor de R$ 600. O Governo poderia optar por remunerar esse valor em duas ou até três parcelas. No entanto, o Governador do Estado, Romeu Zema (NOVO) preferiu remunerar o montante todo de uma vez. É portanto um sistema dissemelhante do que a maioria dos outros estados fizeram.

Falando em Romeu Zema, o Governador mineiro estava enfrentando uma grande pressão para que ele sancionasse o projeto com mais rapidez. No entanto, ele só fez isso na última sexta-feira (21). E a publicação no Quotidiano Solene do Estado só aconteceu no sábado (22).

Quem recebe?

De negócio com o próprio Governo do Estado, a teoria é fazer os pagamentos para pessoas que estão em situação de extrema pobreza. São mineiros que recebem portanto uma renda mensal de até R$ 89 de maneira per capita. A Secretaria vai fazer essa estudo através dos dados do Cadúnico.

Depois do Auxílio do Governo Federalista

Não foi à toa que o Governo de Minas Gerais escolheu o mês de agosto para fazer o repasse desse auxílio. É que seria portanto o mês que sucederia o término do mercê emergencial do Palácio do Planalto. Logo o programa estadual poderia perfazer servindo porquê um complemento para essas pessoas que estão passando por dificuldades.

No entanto, há um problema em toda essa questão. É que o Governo Federalista está discutindo neste momento a possibilidade de uma prorrogação do seu mercê. Dessa forma, o auxílio não acabaria mais em julho, e sim no próximo mês de novembro.

O Governo de Minas não se manifestou sobre essa possibilidade. Não se sabe, por exemplo, se o pagamento do auxílio estadual está condicionado ao término dos repasses do mercê do Planalto. Se sim, pode ser que o programa do estado só saia em dezembro. No entanto, fontes dizem que o mais provável é que o numerário passe por uma liberação em agosto mesmo.

Benefícios nos estados

Com esse pagamento, o estado de Minas Gerais vai trespassar do seleto grupo de estados que ainda não estão pagando o Auxílio Emergencial estadual. De negócio com as informações oficiais, tapume de 19 estados e o Região Federalista estão pagando, ou pelo menos irão estrear a remunerar, alguma ajuda para os mais pobres.

O Presidente Jair Bolsonaro não gosta zero desta história. Em mais de uma ocasião, o dirigente do executivo disse que não concorda com esses pagamentos pelos governos regionais. De negócio com ele, esse numerário poderia ajudar a produzir cidadãos dependentes do estado.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -