Auxílio emergencial em 2021 será redistribuído para todos que não sacaram?

- Publicidade -

Quem foi autenticado para receber o auxílio emergencial deve estar prudente ao prazo para o saque das parcelas. De pacto com o governo,  o saque do valor é permitido até 90 dias depois do crédito na conta poupança do dedo ser liberado.

Se o beneficiário não fizer o saque dentro prazo, a quantia retornará involuntariamente para os cofres da União. Os inscritos do Bolsa Família terão até 270 dias para sacar o valor.

Ainda, de pacto com a Caixa, não há possibilidade de saque por meio do banco em seguida o valor retornar à União. No entanto, a reembolso de uma parcela para União, não interfere no pagamento das parcelas seguintes.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o auxílio emergencial deve ter uma novidade prorrogação e voltar a ser pago em março deste ano. O presidente ainda não falou sobre o valor da prorrogação, mas adiantou que ele deve ser pago por mais três ou quatro meses. A informação foi dada durante entrevista coletiva no Maranhão. Bolsonaro participava de cerimônia no Núcleo de Lançamento de Alcântara para entregar títulos de propriedade rústico.

“Está quase perceptível, ainda não sabemos o valor. Com toda a certeza, a partir… com toda a certeza, pode não ser, a partir de março. Três a quatro meses, está sendo estipulado com o Executivo e o Parlamento também porque temos que ter responsabilidade fiscal”, afirmou ele.

Bolsonaro também afirmou hoje que o auxílio emergencial não pode ser um programa permanente e que ele não basta. Para o presidente, é necessário também reabrir o negócio. “Tem que terminar com esta história de fecha tudo, tem que cuidar dos mais idosos e dos que têm comorbidades. De resto, tem que trabalhar. Caso contrário, se nos endividarmos muito, o Brasil pode perder crédito e a inflação vem. A dívida já está em R$ 5 trilhões, aí vem o caos”, afirmou.

Mais cedo, ainda nesta quinta-feira, Bolsonaro afirmou que estava junto à equipe econômica e parlamentares debatendo uma escolha para prorrogar o programa por mais “alguns meses”. “No momento, a nossa equipe, juntamente com parlamentares, estudamos a extensão por mais alguns meses do auxílio emergencial. Que, repito, o nome é emergencial; não pode ser eterno porque isso representa um endividamento muito grande do nosso país. E ninguém quer o país quebrado. E sabemos que o povo quer é trabalho”, finalizou.

Auxílio emergencial em 2021 com valor de R$250?

auxílio emergencial pode voltar a ser pago com o valor de R$250 em 2021. A confirmação veio por meio do ministro da Economia, Paulo Guedes, que participou de uma conversa online com o ex-secretário do Tesouro Pátrio e atual economista-chefe do BTG Pactual, Mansueto Almeida.

“As camadas protetivas que eram 600, caíram para 300, agora podem descer digamos pra 250”, disse o ministro, emendando a sua fala ao observação de que recebeu pedidos para prorrogação do favor do presidente Jair Bolsonaro. Aliás, o favor foi cobrado pelos novos presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), respectivamente.

O ministro Paulo Guedes defende, para prorrogação do auxílio emergencial, a aprovação de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) de Guerra. Segundo ele, sem a PEC, o pagamento do auxílio emergencial não poderia ser feito por medidas porquê o teto de gastos e a regra de ouro.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -