quinta-feira, abril 22, 2021

Com mudanças, porquê ficam os concursos PF e PRF

- Publicidade -

Atenção concurseiros! O novo ministro da Justiça, Anderson Torres, anunciou mudanças nos comandos da Polícia Federalista e da Polícia Rodoviária Federalista. Entretanto, a decisão não afeta o concurso PF
e nem o concurso PRF
.

Novos comandantes PF e PRF

O ministro da Justiça e Segurança Pública fez o pregão dos novos diretores pelas redes sociais. O representante Paulo Maiurino assume a Polícia Federalista, enquanto o inspetor Silviney Vasques ficará a frente da Polícia Rodoviária Federalista.

Importante ressaltar que a PF e a PRF são os principais órgãos do ministério assumido por Anderson Torres, que tomou posse no Governo Bolsonaro junto a outros seis novos ministros, anunciados pelo presidente.

Comandante da PF

Paulo Maiurino é representante desde 1998 e trabalhava porquê assessor peculiar de Segurança Institucional do do Juízo da Justiça Federalista (CJF). Ele atuou até setembro do ano pretérito porquê secretário de Segurança do Supremo Tribunal Federalista (STF).

Maiurino chegou a chefiar a Interpol no Brasil (2009/2010), trabalhou porquê assessor de Relações Internacionais da Polícia Federalista (2008/2009), além de ter chefiado os departamentos de Organização e Métodos da Diretoria de Governo e Logística da PF; Planejamento e Controle; e a delegacia da PF no Chuí (RS).

Ele entra no lugar de Rolando Alexandre, que estava no função desde maio do ano pretérito.

“Agradeço ao Dr. Rolando Souza pelo período em que esteve adiante da Direção-Universal da @policiafederal. Iniciamos hoje o processo de transição do função para o Dr. Paulo Maiurino, a quem libido felicidades nessa importante função no @JusticaGovBR”, escreveu o ministro pelas redes sociais.

Comandante da PRF

Já Silvinei Vasques, que está na PRF desde 1995, assume o comando do órgão em seguida mais de 25 anos. Ele já foi superintendente em Santa Catarina
, estado de origem, e no Rio de Janeiro

Em 2007, Silvinei se licenciou para assumir porquê secretário municipal de Segurança na Prefeitura de São José (SC). 

Na PRF, o ex-comandante é Eduardo Aggio que ficou no função por volta de um ano, antes de ser exonerado.

“Agradeço ao Inspetor Eduardo Aggio pelo período em que esteve adiante da Direção-Universal da @PRFBrasil
. Iniciamos hoje o processo de transição do função para o Insp. Silvinei Vasques, a quem libido sucesso no @JusticaGovBR
“, escreveu o ministronas redes sociais.

Porquê ficam os concursos PF e PRF?

Em seguida as mudanças, muitos concurseiros ficaram apreensivos quanto a realização dos novos concursos
PR e PRF. Entretanto, segundo o ministro da Justiça, zero deve ser transtornado em relação aos certames.

O ministro, inclusive, quando ainda era secretário de Segurança Pública e Justiça
do Província Federalista
, sempre se mostrou favorável para a realização de novos certames no país.

Ou por outra, ele contribuiu bastante na chamada de aprovados em outros concursos e, ao que tudo indica, deve dar prosseguimento as medidas dos concursos durante a sua gestão.

Concursos PF e PRF: provas adiadas

Os concursos PF e PRF tiveram as provas adiadas, devido ao aumento de casos de Covid-19.

Antes, a prova da Polícia Federalista estava prevista para intercorrer em 21 de março, entretanto, o Cebraspe, secretária organizadora, anunciou que as provas deverão ser aplicadas dia 23 de maio. As inscrições serão reabertas
.

Enquanto que na Polícia Rodoviária Federalista, os exames estavam marcados para o dia 28 de março e foram remarcados para 09 de maio. Há inscrições reabertas para vagas de PCD’s
.

Concurso PF e PRF: requisitos e salários

Entre os cargos oferecidos
no concurso PF, estão Agente, Escrivão e Papiloscopista, todos a nível superior em qualquer espaço e com exigência de CNH. Os salários para as carreiras são de até R$ 12.980,50.

Ou por outra, haverá oportunidades para Representante, com exigência de nível superior em qualquer espaço, experiência de três anos e CNH. Os salários chegam a R$ 24.150,74.

Já na PRF, as vagas serão para a curso de Policial Rodoviário Federalista, que é destinada aos candidatos com nível superior em qualquer espaço. É preciso ter carteira vernáculo de habilitação (CNH) na categoria B ou superior.

A PRF exige ainda que o candidato tenha idade mínima de 18 anos e máxima de 65 anos, isso na data da matrícula no Curso de Formação Profissional.

O salário para a curso é de R$ 10.357,88, já somada com o auxílio-alimentação de R$ 458, tendo trouxa de trabalho de 40 horas por semana.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -