segunda-feira, maio 17, 2021

Concurso CGE RR 2021: Percentagem organizadora do novo edital é formada

- Publicidade -

A Controladoria Universal do Estado de Roraima vai transfixar um novo edital de concurso público (Concurso CGE RR 2021) em breve. A percentagem organizadora do torneio está formada e o grupo já poderá iniciar os trabalhadores do concurso.

A confirmação de orifício do concurso foi dada por meio de ofício, via Sistema Eletrônico de Informações (SEI). A expectativa é para que em breve o documento possa ser divulgado no Quotidiano Solene do Estado de Roraima.

“Instituir Percentagem para estudar a viabilidade técnica-econômica de realização de Concurso Público para a Controladoria Universal do Estado,” consta no documento.

A percentagem organizadora do concurso vai recontar com seis membros:

  • Supervisor: Érico Veríssimo Assunção de Roble, Controlador-Universal;
  • Coordenador: Jonas Guilherme Nogueira de Roble, Controlador-Universal Contíguo;
  • Membro: Flávio dos Santos Coelho, Gestor/ Assistente de Auditoria;
  • Membro: Nedra Samai Roble de Lima, Facilitar Administrativo
  • Lucille Pimentel Corrêa Monte, Assessora Peculiar de Auditoria;
  • Euzébio de Mendonça Silva, Gerente de Projetos Departamento de Estudo de Convênio.

O documento está assinado eletronicamente pelo controlador-geral do estado, Érico Veríssimo Assunção de Roble, faz segmento da percentagem organizadora no missão de Supervisor.

Os cargos, vagas, requisitos e salários do concurso ainda não foram definidos. Agora, o grupo de trabalho supra iniciará o processo de escolha da secretária organizadora.

CGE-RR

A Auditoria-Universal de Roraima, em 2005, foi transformada em Controladoria-Universal do Estado, que passou a ter as seguintes competências:

  • exercitar o controle interno, em todos os níveis, com a colaboração da Secretaria de Estado do Planejamento e Desenvolvimento, da Secretaria de Estado da Gestão Estratégica e Gestão, da Secretaria de Estado da Herdade, da Procuradoria-Universal do Estado e da Vivenda Social;
  • orientar, coordenar e pronunciar as atividades de controle interno nos Órgãos e Entidades da Gestão Direta que compõem o Sistema de Controle Interno;
  • verificar a validade, eficiência, eficiência e efetividade dos atos da gestão contábil, orçamentária, patrimonial, administrativa e financeira, avaliando controles, registros, demonstrações, apurações e relatórios, além de outras atividades de controle interno, em todos os níveis dos Órgãos do Poder Executivo;
  • realizar inspeções junto aos Órgãos, visando à salvaguarda dos bens, a realização do orçamento, a verificação, exatidão e regularidade das contas;
  • averiguar a regularidade da receita e despesa; entre outros.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -