quarta-feira, maio 5, 2021

Concurso Ebserh: Lei permite contratações sancionada

- Publicidade -

Boa notícia concurseiros! Novos contratações podem ser efetivadas através do concurso Ebserh.
Isso porque foi sancionada a Lei Complementar 173, sem vetos, autorizando a contratação de pessoal para Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares e para cinco universidades federais pelo país. 

Concurso Ebserh: contratação de pessoal

A publicação confirmando a autorização consta no Quotidiano Solene da União da última quinta-feira (15). A lei permite a chamada de servidores ainda leste ano.

Agora, com isso, a Ebserh e as universidades citadas no documento ficam fora da restrição, imposta pela pandemia do Coronavírus, de contratações que gerem aumento de despesas em 2021.

Entretanto, mesmo com a decisão anunciada, a Assessoria de Prensa da empresa afirmou que, no momento, não há nenhuma previsão para publicação de novos editais
para concursos.

“Administramos 40 hospitais universitários federais no país, todos com concursos vigentes, dos quais vamos utilizar a lista de aprovados para as contratações. Não temos nenhuma previsão de novo concurso”, afirmou.

Concurso Ebserh: 5.400 profissionais temporários contratados

A Ebserh administra, atualmente, 40 hospitais universitários federais no Brasil. Em nota, o presidente da estatal, Oswaldo Ferreira, afirmou que pode contratar profissionais para para suprir a vacância de cargos nas diversas especialidades em que as unidades são referência.

“Leste é um momento de grande realização. Estamos ganhando um ano com a Lei e isso significa muito. Só posso registrar os meus agradecimentos. Uma vez que presidente da Ebserh, destaco que podemos fazer funcionar o que é mais importante, que são os locais de campo de prática para formar profissionais de saúde e ainda atender pelo SUS e realizar pesquisas”, disse.

Outrossim, a empresa esclareceu também que a medida é complementar às contratações de combate à Covid-19, que já vem acontecendo, uma vez que mais de 5 milénio temporários já foram contratados.

“A Ebserh/MEC está autorizada e já realizou cinco processos seletivos emergenciais para combate à doença, tendo contratado de forma temporária mais de 5.400 profissionais para todas as unidades da Rede. A ação possibilitou a franqueza de mais de 2 milénio leitos de combate à doença”, explicou.

O regime de contratação da Ebserh é o celetista, que garante os benefícios previdenciários aos empregados, porquê:

  • Auxílio-alimentação (R$527,10 segundo dados de 2018);
  • Auxílio pré-escolar para quem tem dependentes de até seis anos;
  • Auxílio pessoa com deficiência, para quem tem dependentes com necessidades especiais; e
  • Assistência médica e odontológica.

Concurso Ebserh Amapá pode continuar

Um dos concursos
que poderá continuar, com a publicação da lei, é o concurso Ebserh Amapá. Já há, inclusive, um planejamento avançado para um novo concurso.

Segundo o diretor de Gestão de Pessoas, Rodrigo Barbosa, os preparativos já estavam praticamente prontos e o que impedia a franqueza era justamente a Lei Complementar 173/ 2020, que restringia as contratações.

Ebserh convocará aprovados do último concurso


último concurso Ebserh foi realizado em 2019 e ofereceu 1.660 vagas em todo o país, sendo 533 vagas para Médicos em 88 especialidades, 998 vagas para a Extensão Assistencial em 53 especialidades e 129 para a Extensão Administrativa em 23 especialidades.

Agora, a empresa menciona as convocações para o concurso de 2019, dividido entre a seleção vernáculo e para o Hospital das Clínicas de Uberlândia. 

Os candidatos podem escoltar as convocações através da página do concurso vernáculo no portal da Rede Ebserh.

Universidades podem realizar novos concursos

Outra informação importante é que a lei sancionada pode também proporcionar a realização de novos concursos em universidades federais, porquê a universidades de Catalão e Jataí (Goiás), Rondonópolis (Mato Grosso), Delta do Parnaíba (Piauí) e setentrião do Tocantins.

De autoria dos senadores Wellingon Fagundes (PL-MT) e Weverton Rocha (PDT-MA), o texto apontou porquê justificativa que o conjunto das Instituições Federais de Ensino Superior apresentam 3.345 vagas de docência e 3.417 de cargos técnico-administrativos que precisavam ser preenchidos.

“Com presteza para não ocorrer prejuízo aos alunos e nem à sociedade, principalmente quando se trata de docentes atuando em hospitais”, completou o texto.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -