Concurso PF! Revalidado em 3º lugar para Agente: “Não tirei o pé”

- Publicidade -

O concurso PF (Polícia Federalista) foi uma verdadeira prova de resistência psicológica para os interessados em uma das 1.500 vagas no órgão. O Cebraspe liberou o resultado preparatório na última sexta-feira (11/6).

Depois de adiada e remarcada, a realização das provas ainda era rodeado de incertezas. A decisão de manutenção das datas, inclusive, coube ao STF, dois dias antes da data marcada.

Estêvão Gaya, aluno do Direção legalizado na terceira colocação para Agente, afirma que “não tirou o pé”, pois sabiam que as provas retornariam em qualquer momento, mesmo que a indefinição causasse sofreguidão nele e nos concorrentes.

Outrossim, o morador de Luiz Alves, pequena cidade em Santa Catarina, afirma que quase nunca passou de 6 horas líquidas de estudo por dia. Aos 26 anos, Estêvão esclarece que tentava focar unicamente no que conseguia controlar: “Estudar todos os dias”.

Confira as respostas de Estêvão Gaya: 3º posto para Agente no concurso PF

Uma vez que você utilizou o material do Direção na sua preparação? O que você mais gostava no material?

Estêvão Gaya – Uma vez que já havia estudado quase todo o teor do concurso PF quando saiu o edital, usei o material do Direção mais na secção das questões comentadas e pontualmente pra alguma revisão. Normalmente pegava a lição e pulava direto pras questões. Os comentários dos professores quase sempre são melhores que os encontrados em sites de questões e vão direto ao ponto. Paladar também dos testes de direção, porque servem porquê uma forma de revisão e ainda são manadeira de questões inéditas.

Quantas horas de estudo você tinha? Fale também sobre sua rotina e diga há quanto tempo se preparava

Estêvão Gaya – Minha rotina nos últimos meses foi estudar em tempo integral. Acordava mais ou menos às 7h, fazia qualquer tirocínio físico, comia alguma coisa e começava os estudos, indo até o início da noite. Era vasqueiro passar de 6 horas líquidas diárias; outrossim meu rendimento cai demais. Vale ressaltar um ponto que me ajudou bastante na preparação: todo término de semana fazer um simulado da prova do concurso PF. Em relação ao caminho, comecei a estudar pra concursos no início de 2019, lá por março, pensando na superfície fiscal. Bati na trave em algumas provas até chegar a pandemia no ano pretérito, que foi quando larguei mão totalmente de estudar por uns 6 meses, desanimado, até desabrochar o edital de agente da PCDF. Adiou, apareceu PF, adiou também, mas uma hora as provas tinham que intercorrer e não tirei o pé.

3) Qual mensagem você deixa para quem quer fazer o próximo concurso PF ou ainda outro concurso?

É difícil controlar a sofreguidão nesse momento de pandemia e acho importante se blindar de tudo e focar no que é verosímil controlar, que é estudar todos os dias. Tenho certeza que todos que persistem, estudando de maneira adequada e com um bom material, cedo ou tarde terão a mesma felicidade que tive ao ver meu nome dentro das vagas.

Assinatura Ilimitada

Quer prometer centenas de cursos para os principais concursos públicos do país? Basta comprar a Assinatura Ilimitada do Direção Concursos, em parceria com o QC, para ter chegada ao PDF 2.0: a plataforma que vem mudando a sua forma de estudar. Confira:

Faça secção do meato de Telegram para o compartilhamento de notícias em TEMPO REAL! Você nunca mais vai permanecer de fora das novidades, clique cá e participe.

concursos publicos

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -