quinta-feira, maio 6, 2021

Concursos PC RJ e PMERJ: governador promete valorizar polici…

- Publicidade -

Posteriormente a aprovação do isolamento de Wilson Witzel, o vice na placa eleita, Cláudio Castro, assumiu efetivamente o governo do Rio de Janeiro no sábado, 1º de maio. Em entrevista coletiva, em seguida a posse, ele destacou a valorização dos policiais civis e militares em sua gestão.

Para isso, será necessário terebrar novos concursos para as corporações. Ainda porquê governador em manobra, no final de abril, Castro publicou o Decreto 47.585, que libera 2.107 vagas para preenchimento em diferentes órgãos.

Desse totalidade, 400 oportunidades são para ingresso na Polícia Social e 700 na Polícia Militar. Há ainda 300 vagas para Governo Penitenciária e 300 para o Corpo de Bombeiros. Dessa forma, há uma garantia desses provimentos, para a realização de concursos.

“Vou continuar enfraquecendo as milícias, reduzindo a taxas de transgressão. E buscando, cada vez mais, uma polícia que preserve a vida, sobretudo a dos nossos bravos e guerreiros policiais”, disse Castro, depois de sua posse.

Ele completou: “(precisamos de) uma polícia que atue com perceptibilidade, que atue próxima do cidadão, vamos gerar uma polícia de proximidade, que atue nos bairros, não somente em áreas comerciais e turísticas. Um policial que seja próximo ao povo”.

Cláudio Castro assume, efetivamente, porquê governador do Rio
de Janeiro (Foto: Tomaz Silva/Dependência Brasil)

Durante seu exposição, Castro também destacou a intenção de ampliar o programa Segurança Presente em 30%. Com isso, será necessário ampliar o efetivo da Polícia Militar para conseguir atender as demandas.

Em seu exposição de posse, o governador também defendeu o diálogo com os outros poderes e destacou que é necessário reconstruir o estado com austeridade nas contas públicas.

Além de restabelecer a crédito dos investidores, gerar empregos, lutar contra a míngua e a Covid-19 e reduzir índices de violência.

Castro dialoga para liberação de vagas em concursos RJ

Em maio, o governo do Rio de Janeiro deve formalizar o pedido para ingressar no novo Regime de Recuperação Fiscal (RRF), em que o Estado terá dez anos para remunerar a dívida com a União. Nesse regime, nos primeiros quatro exercícios financeiros, as regras são mais rígidas para a realização de concursos.

Diante disso, o governador Cláudio Castro procura soluções. Ele já foi à Brasília e, em reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, ressaltou a urgência de preenchimento das vacâncias.

Há ainda o Projeto de Lei Complementar 10/21, que tramita no Congresso Vernáculo e flexibiliza a regra sobre reposição de servidores, dentro do novo Regime de Recuperação.

Castro foi eleito vice-governador na eleição estadual de 2018 e se tornou governador em manobra em 28 de agosto do ano pretérito, em seguida Witzel ser semoto temporariamente pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), devido a investigação sobre devassidão na saúde do Rio de Janeiro.

Cláudio Castro nasceu em Santos, no Estado de São Paulo. Formado em Recta, é jurisconsulto, músico e compositor. Foi gerente de gabinete da Alerj por 12 anos e, em 2016, eleito vereador da cidade do Rio.

Nas eleições de 2018, Folha Dirigida conversou com Cláudio Castro sobre suas perspectivas sobre concursos públicos no Estado. Na era, ele ressaltou que, de todas as áreas do estado, a que mais precisa de contratação de pessoal é a Segurança Pública.

Concurso Polícia Social RJ terá vagas em todos os níveis

A Polícia Social do Rio de Janeiro tem autorização do governo para realizar um novo concurso em 2021. O aval é para preencher 400 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Veja a distribuição a seguir:

  • Facilitar de necropsia (nível fundamental) – 10 vagas;
  • Técnico de necropsia (nível médio) – 10 vagas;
  • Investigador (nível médio) – 200 vagas;
  • Inspetor (nível superior) – 100 vagas;
  • Perito criminal (nível superior) – 5 vagas;
  • Perito legista (nível superior) – 25 vagas;
  • Mandatário (nível superior) – 50 vagas.

Os salários iniciais podem chegar a R$18 milénio. A estimativa, segundo o secretário de Polícia Social do Rio de Janeiro, mandatário Allan Turnowski, é que os editais do concurso PC RJ sejam publicados antes de julho.

“Estamos com o edital pronto, revalidado pela PGE. Quero publicar até antes de julho. Queremos soltar esses editais mal contratarmos a secretária”. A estimativa é que a organizadora do concurso seja contratada no mês de maio.

O secretário não acredita que a pandemia atrapalhe os planos da corporação para o concurso.

“Acredito que as pessoas já se acostumaram a conviver e a produzir dentro da pandemia. Evidentemente que se a gente tiver qualquer infortúnio na data da prova, de um fechamento da cidade, porquê já aconteceu algumas vezes, isso pode atrapalhar. Mas a princípio, o dia a dia normal de conviver com a pandemia não inviabiliza o concurso. O concurso está guardado. Eventualmente se não der para fazer em um termo de semana, fazemos no outro. Mas está guardado. A gente vai fazer”.

► Leia a entrevista completa com o secretário da PC RJ sobre o novo concurso!

Estude para o concurso PC RJ!

PMERJ tem três concursos públicos em taxa

A Polícia Militar do Rio de Janeiro, por sua vez, tem autorização para realizar novo concurso com 32 vagas para o Quadro de Oficiais, de nível superior. Outra seleção na PMERJ é para o quadro da Saúde. Ao todo, serão 67 oportunidades para cargos de níveis médio e superior.

Nos dois concursos, a Instauração Getulio Vargas será a secretária organizadora. A publicação dos editais está prevista para 2021.

A Polícia Militar também pode realizar um novo concurso PMERJ para soldados, de nível médio. No entanto, o edital depende da chamada de todos os remanescentes da última seleção para o missão, realizada em 2014.

Leia também: Concursos RJ 2021: veja quais editais podem ser publicados

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -