quinta-feira, agosto 5, 2021

Criminoso tenta empregar golpe, mas sai no prejuízo

- Publicidade -

Um criminoso tentou empregar um golpe em uma mulher na Bahia, mas na verdade saiu no prejuízo. Se passando pelo rebento da vítima, a teoria era roubar mais de R$ 2 milénio, o que não foi provável.

No contato com a vítima, pelo WhatsApp, o varão acabou colocando crédito no celular da mulher. “Por coincidência meu rebento estava em morada. A gente começou a dar matéria e a cevar a situação para tentar pegar ele, porque estava sendo muito corriqueiro. Tentamos virar a história e decidimos pedir quantia para ele [criminoso]”, disse Erica Soledade à TV Bahia , afiliada da TV Orbe na região.

Lucas Soledade, rebento da vítima, afirmou que para conseguir o feito, a mãe agiu porquê se acreditasse no criminoso. “Ela [mãe] ficava falando que estava sem crédito, que precisava de quantia para botar crédito, pois só conseguiria fazer a transferência quando chegasse em morada”, contou.

Erica foi persuasivo. “Ele fez o repositório do crédito e ficou esperando que minha mãe transferisse o quantia”, contou o rebento.

O quantia de repositório nunca chegou na mão do criminoso, que na verdade saiu no prejuízo.

A atitude não foi uma teoria ao eventualidade. De harmonia com Erica, essa é terceira vez, em menos de 60 dias que criminosos tentam empregar esse golpe.

Você Pode Gostar Também:

“Quando você vai abordar ele dizendo que é um golpe, ele começa a usar seus dados pessoais, o que te deixa muito vulnerável. Ele fala o nome da gente, endereço idoso, endereço atual. Eu entrei em um quadro de pânico muito grande e percebi, ali naquele momento, que qualquer pessoa é capaz de ceder ao que eles pedirem”, contou.

Descubra porquê não tombar neste tipo de golpe

Para não tombar neste tipo de golpe, onde estelionatários de passam por alguém sabido e pedem quantia emprestado, é importante permanecer sengo.

Uma vez que os criminosos podem ter diversos dos seus dados, a escolha para identificar assertivamente a fraude deve ser outra.

“Mande mais mensagens, tente validar e, principalmente ligue, peça áudio e você vai ver que o golpista não faz zero disso. A partir daí, a solução é indicar esse golpe ao WhatsApp e também registrar um boletim de ocorrência para que o criminoso seja investigado e identificado”, pontuou ao portal IG, o profissional em tecnologia Arthur Igreja.

Ou seja, confirme mesmo com quem você está falando e se de indumentária o quantia não será perdido em um golpe.

Imagem: Reprodução/TV Bahia

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -