terça-feira, junho 15, 2021

deputado pede contratações na rede púb…

- Publicidade -

Em maio deste ano, o deputado estadual Tiago Correia protocolou, na Parlamento Legislativa, uma indicação para que o Governo da Bahia contrate psicólogos, para facilitar alunos e professores da rede pública. Desta forma, um novo concurso Instrução BA ou processo seletivo pode ocorrer.

Ao apresentar a proposta, o parlamentar citou dados do último relatório anual sobre violações de Direitos Humanos, divulgado no ano pretérito. A pesquisa apontou o recebimento de quase 87 milénio denúncias contra crianças e adolescentes em 2019, um aumento de 14% em relação ao ano anterior.

“Na Bahia, seis crianças ou adolescentes sofreram, por dia, entre 2011 e o primeiro semestre de 2018, qualquer tipo de violência sexual. Isso é simplesmente intolerável”, acrescentou Correia.

De consonância com o deputado, é preciso seguir o exemplo de São Paulo.

“Lá (São Paulo), o governo estadual anunciou a contratação de psicólogos para a rede pública em setembro do ano pretérito, em seguida pesquisa mostrar que 75% dos alunos e 50% dos professores tiveram alterações emocionais durante o isolamento provocado pela pandemia do coronavírus”, disse.

Ainda segundo o deputado, a influência da contratação de psicólogos é maior na retomada das aulas presenciais, depois de mais de um ano de interrupção devido à Covid-19.

“Os profissionais serão fundamentais para que alunos e professores possam ter todo o suporte necessário neste momento tão importante que é o retorno às aulas presenciais”, finalizou. 

Caberá agora à Parlamento determinar a proposta e, caso aprovada, recomendar ao Governo da Bahia a realização de um novo concurso Instrução BA ou processo seletivo para a contratação de psicólogos no estado.

Deputado ofídio contratações na ​​​​​​rede pública
de ensino da Bahia (Foto: Divulgação)

Sem concurso, Instrução BA contratou profissionais em 2019

Em 2019, a Secretaria de Instrução do Estado da Bahia realizou um processo seletivo para a contratação de 2.491 vagas de professor. Para concorrer, era preciso ter o diploma de nível superior (licenciatura) na espaço de interesse, sendo:

  • Linguagem com ênfase em Artes;
  • Ciências da natureza – Biologia;
  • Linguagem com ênfase em Instrução Física;
  • Ciências humanas – Filosofia;
  • Ciências da natureza – Física;
  • Ciências humanas – Geografia;
  • Ciências humanas – História;
  • Linguagem com ênfase em Língua Inglesa;
  • Linguagem com ênfase em Língua Portuguesa;
  • Matemática;
  • Ciências da Natureza – Química; e
  • Ciências Humanas – Sociologia.

Na ocasião, os candidatos foram avaliados por provas objetivas, com 50 questões. Nesse caso, foram cobradas 20 perguntas de Conhecimentos Gerais (Língua Portuguesa; Instrução Brasileira; Noções de Paridade Racial e de Gênero; e Conhecimentos Interdisciplinares) e 30 da secção Específica.

Os classificados foram contratados pelo período de dois anos, cabendo prorrogação por mais dois anos. A remuneração oferecida era de R$1.713,46, sendo o valor constituído pelo vencimento imprescindível de R$1.306,19 mais gratificação de incentivo às atividades de classe (R$407,27).

O convocados iriam atuar na Instrução Básica da rede estadual de ensino, em 416 municípios, com jornada de 20 horas.

Folha Cursos

Prepare-se para concursos com a Folha Cursos

Folha Cursos chegou para apressar os seus estudos. Em nossa novidade plataforma, você encontra materiais completos, otimizados e sem enrolação!

Confira a seguir os cursos preparatórios já disponíveis:

Por incumbência

Por curso

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -