governador reconhece premência de novos se…

- Publicidade -

O governador do Acre, Gladson Cameli, firmou o compromisso em reconstituir os quadros de pessoal e reconheceu a premência de novos servidores no Estado. Em entrevista à rádio pública ‘Lugarejo’, na sexta-feira, 18, ele falou sobre concursos públicos.

De concórdia com Cameli, o Estado tem carência de profissionais em diversos setores da Governo.

“Temos economizado em todas as esferas possíveis para ter os profissionais de que tanto precisamos, seja por meio de renegociação de dívidas da gestão passada ou economizando nos mínimos detalhes. Não existe mágica, o que existe é o compromisso pelo muito generalidade”, esclareceu o governador.

Ele destacou que neste mês de setembro foram convocados mais de 300 professores. Na quinta, 17, em sua conta no Instagram, o governador também anunciou a contratação de 201 policiais civis.

Segundo o governador, a previsão é que a chamada dos aprovados no concurso PC-AC ocorra em outubro e a nomeação em novembro.

“Dessa forma, cumprirei mais uma promessa de governo para fortalecer o combate ao violação no Acre. Levante é mais um importante reforço que estamos assegurando para as nossas forças policiais, que estão com seus profissionais dia e noite nas ruas arriscando suas próprias vidas para proteger a nossa população”, disse.

Em entrevista à rádio pública ‘Lugarejo’, o governador Gladson
Cameli falou sobre concursos no Acre (Foto: Neto Lucena/Secom)

A partir do aval da Secretaria de Planejamento e Gestão, serão convocados delegados, escrivães, agentes e auxiliares de necropsia aprovados no concurso da Policia Social-AC. Sem que haja prejuízos às finanças do Estado e à folha de pagamento dos servidores.

O governador ainda afirmou: “vou ter que fazer os concursos públicos do meu governo e da minha gestão”. Sobre a publicação de novos editais, ele explicou que depende da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e do orçamento do Estado.

“Nós temos relatado com uma equipe muito boa na Secretaria de Planejamento e Gestão. E temos feito um esforço muito grande para convocar todos esses profissionais e somá-los ao quadro do Estado”.  

Quer passar em concursos públicos? Saiba uma vez que!

Concurso PC-AC teve 250 vagas com salários de R$15 milénio

O último concurso para a Polícia Social do Acre teve edital publicado em março de 2017. A oferta foi de 250 vagas imediatas para carreiras de nível superior.  

Do totalidade de oportunidades, 18 foram para o incumbência de representante, 36 para escrivão, 176 para agente da Polícia Social e 20 para facilitar de necropsia.

Para se inscrever era preciso ter graduação de nível superior em qualquer dimensão. Para representante, a exigência foi de formação em Recta e, no mínimo, três anos de atividade jurídica ou policial.

Os salários iniciais, na era, foram de R$15.378 para representante e de R$3.007,78 para os outros cargos.

Os candidatos do concurso Polícia Social AC foram submetidos a diversas etapas. Na primeira período foram realizadas as provas objetivas, discursivas e de títulos.

Os exames para os cargos de agente de Polícia Social, facilitar de Necropsia e escrivão, contaram com 80 questões, distribuídas da seguinte maneira:

  • Língua Portuguesa (10);
  • Noções de Informática (5);
  • Raciocínio Lógico (5); 
  • Noções de Recta Administrativo (10);
  • Noções de Recta Constitucional (10);
  • Noções de Recta Penal (10);
  • Noções de Recta Processual Penal (10);
  • Legislação de Recta Penal e Processual Pena Peculiar (10);
  • e Noções de Medicina Legítimo (10).

Já na prova para o incumbência de representante foram cobradas 100 questões das disciplinas:

  • Língua Portuguesa (5);
  • Raciocínio Lógico (5);
  • Noções de Informática (5);
  • Recta Administrativo (10);
  • Recta Social (5);
  • Recta Constitucional/Direitos Humanos (10);
  • Recta Penal (2);
  • Recta Processual Penal (20);
  • Medicina Legítimo (5); e 
  • Legislação Penal e Processual (15).

As outras fases do concurso foram: prova de jeito física, fiscalização psicotécnico, prova prática de digitação (somente para o incumbência de escrivão) e fiscalização médico e toxicológico.

Os convocados ainda passarão pelo curso de formação, organizado pela Secretaria de Estado da Gestão Administrativa (Sepc).

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -