segunda-feira, junho 14, 2021

governo abre cadastro para empresas

- Publicidade -

O governo do Rio Grande do Sul iniciou na última segunda-feira (7) a segunda lanço de licença do Auxílio Emergencial Gaúcho. O favor criado em março é talhado a microempreendedores individuais (MEI), mulheres chefes de família, empresas inscritas no Simples Vernáculo e pessoas que perderam trabalho nos setores de alojamento ou alimento.

Se autenticado, o empresário terá recta a parcela única do auxílio emergencial gaúcho no valor de R$ 2 milénio. O valor será pago pelo Banrisul por meio de transferência bancária. O governo do RS deve iniciar os pagamentos no início de julho. “Um valor que pode não resolver todos os problemas dessas empresas, mas é uma maneira de ajudarmos neste momento complicado em função da pandemia“, afirmou o governador Eduardo Leite.

Nesta novidade tempo, o governo abre o cadastro para as empresas do Simples Vernáculo que terão o prazo de 7 a 21 de junho para se inscrever pelo site http://auxilioemergencialgaucho.rs.gov.br/. Em seguida a letreiro, técnicos do governo estadual irão investigar os documentos e dados apresentados antes de fazer a liberação do favor.

Leite informou que os próximos públicos do Auxílio Emergencial Gaúcho serão os Microempreendedores Individuais (MEIs) e os trabalhadores desempregados das áreas de alimento, alojamento e eventos. “Em relação a esses dois últimos grupos, vamos publicar mais detalhes ao longo do mês de junho“, concluiu.

A primeira lanço do programa foi ensejo no dia 17 de maio quando as mulheres chefes de família começaram a receber o favor em parcela única de R$ 800. Para esse grupo não houve período para cadastro e o governo do RS utilizou dados da Receita Estadual e do Cadastro Único (CadÚnico) para selecionar as mulheres beneficiadas. De pacto com o governo do Estado, foram identificadas 8.161 mulheres aptas a receber o favor.

Para receber o auxílio emergencial gaúcho as mulheres chefes de família devem justificar que estão registradas no Cadastro Único de Benefícios Sociais do governo federalista porquê responsáveis pelo residência, fazem segmento de famílias com cinco ou mais membros, com renda per capita familiar mensal de até R$ 89 e sejam responsáveis pelo sustento de três ou mais filhos, não sejam beneficiárias do Bolsa Família nem tenham recebido o auxílio emergencial federalista.

Quem pode se cadastrar no Auxílio Emergencial Gaúcho?

Conforme levantamento prévio realizado pelo governo do RS, foram identificadas 19.458 empresas do Simples Vernáculo que se poderão ser beneficiadas. Veja quais empresas terão recta ao favor:

  • Empresas que, até 31 de março de 2021, estavam inscritas na Receita Estadual do Rio Grande do Sul e constem porquê ativas e registradas porquê optantes do Simples Vernáculo, com atividade principal (CNAE) de alojamento (CNAE 55) ou alimento (CNAE 56);
  • Empresas que, até 31 de março de 2021, estejam inscritas na Receita Estadual do Rio Grande do Sul e constem porquê ativas e registradas porquê optantes do Simples Vernáculo, que estejam registrados em qualquer dos seguintes CNAE porquê atividade principal: discotecas, danceterias, salões de dança e similares (CNAE 9329801); design (CNAE 7410201); aluguel de móveis, utensílios e aparelhos de uso doméstico e pessoal, instrumentos musicais (CNAE 7729202); aluguel de palcos, coberturas e outras estruturas de uso temporário, exceto andaimes (CNAE 7739003); casas de festas e eventos (CNAE 8230002); serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas (CNAE 8230001); artes cênicas, espetáculos e atividades complementares (CNAE 90019); gestão de espaços para artes cênicas, espetáculos e outras atividades artísticas (CNAE 9003500) e produção e promoção de eventos esportivos (CNAE 9319101).

Confira o vídeo divulgado pelo governo do Estado sobre a novidade tempo do Auxílio Emergencial Gaúcho:

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -