terça-feira, abril 20, 2021

Governo prevê 200 milénio empregos e R$ 10 bi em arrecadação

- Publicidade -

Entre os dias 7 e 9 deste mês o governo federalista realizará uma série de leilões de aeroportos, portos e ferrovia. Chamada de “Infra Week”, a esperança é receber R$ 10 bilhões em investimentos privados com as concessões. Na lista estão 22 aeroportos, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), na Bahia, e cinco terminais portuários.

O Ministério da Infraestrutura calcula a geração de mais de 200 milénio empregos, de forma direta, indireta e efeito-renda, ao longo dos contratos de arrendamento e concessões. Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, dia 7 de abril será o leilão de 22 aeroportos.

“É a mesma quantidade de todas as rodadas  feitas anteriormente. De uma só vez. No dia 8 de abril  vamos fazer a Ferrovia de Integração Oeste-Leste. No dia 9, vamos fazer cinco terminais portuários”, explicou. De negócio com o secretário vernáculo de Aviação Social, Ronei Glanzmann, o resultado do leilão de 22 aeroportos pode simbolizar mais de R$ 6,1 bilhões em investimentos. O leilão será realizado no dia 7 e envolve projetos de longo prazo, com concessões de até 30 anos.

Aeroportos serão leiloados em três blocos

Os leilões de 22 aeroportos serão separados em três blocos: Sul, Setentrião I e Médio. O Conjunto Sul é formado por nove terminais: Curitiba, Bacacheri, Foz do Iguaçu e Londrina (PR), Navegantes e Joinville (SC), e Pelotas, Uruguaiana e Bagé (RS). Sete compõem o Conjunto Setentrião I: Manaus, Tabatinga e Tefé (AM), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), e Rio Branco e Cruzeiro do Sul (AC). Mais seis formam o Conjunto Médio: Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís e Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE).

O investimento totalidade nos três blocos supera os R$ 6 bilhões, sendo R$ 2,8 bi no Conjunto Sul, R$ 1,8 bi no Conjunto Médio e R$ 1,4 bi no Conjunto Setentrião. Em um único dia, o governo vai repassar a mesma quantidade de terminais aeroportuários do que o totalidade atualmente outorgado.

No dia 8, será a vez do leilão da Fiol 1, o primeiro trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, entre Ilhéus e Caetité, na Bahia. A licença do trecho de 537 quilômetros deve prometer R$ 3,3 bilhões de investimentos, sendo R$ 1,6 bilhão para a desenlace das obras. O prazo de licença será de 35 anos.

De negócio com Ministério da Infraestrutura, o governo federalista trabalha para a implementação de mais dois trechos: entre Caetité (BA) e Barreiras (BA), e de Barreiras (BA) a Figueirópolis (TO), quando, futuramente, irá interligar o porto de Ilhéus a outra ferrovia: a Setentrião-Sul.Portos .No dia 9, será o arrendamento de cinco terminais portuários: quatro no Porto de Itaqui (IQI03, IQI11, IQI12 e IQI13), no Maranhão, e um no Porto de Pelotas (PEL01), no Rio Grande do Sul.

Leia também: CadÚnico do governo pode colocar dados dos cidadãos em risco?

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -