MPE recomenda que municípios do Ponta do Papagaio acelerem a vacinação contra a Covid | Tocantins

- Publicidade -

Uma recomendação foi emitida pelo Ministério Público do Tocantins (MPE) nesta segunda-feira (14) para seis cidades da região setentrião do estado acelerarem a vacinação contra o coronavírus. A recomendação foi para os municípios de Araguanã, Cachoeirinha, Riachinho, Ananás, Angico e Xambioá. Essas cidades ainda não conseguiram saber nem 70% de emprego das doses recebidas.

A orientação é para que os municípios apliquem as vacinas no prazo de até dez dias posteriormente o recebimento. Para isso deverão adotar medidas uma vez que a ampliação dos pontos e horários de vacinação, realizar ações itinerantes e organizar mutirões aos fins de semana.

O percentual de vacinação nos municípios é o seguinte: Araguanã (56,95%), Cachoeirinha (62,30%), Riachinho (62,80%), Ananás (65,07%), Angico (67,30%) e Xambioá (67,83%).

Outra orientação do MPE é para que os gestores façam a procura ativa dos públicos e ampliem os grupos prioritários. Se mesmo assim não houver procura deverão iniciar a imunização da população universal de pacto com o cronograma de entrega de vacinas.

MPE quer que 6 municípios do Bico do Papagaio acelerem a vacinação contra a Covid

MPE quer que 6 municípios do Ponta do Papagaio acelerem a vacinação contra a Covid

De pacto com o MPE, a recomendação considera o cenário epidemiológico e a premência de vacinar a população o mais rápido provável para desafogar o sistema hospitalar e preservar vidas. Se as medidas não forem adotadas poderão ser adotadas providências administrativas e judiciais contra os gestores.

A Prefeitura de Aananás disse que deve obedecer a recomendação. O secretário de saúde de Angico informou que a vacinação tem sido dificultada porque muitas pessoas que fazem segmento do público meta vivem na zona rústico e ações tem sido feitas para saber essas pessoas.

O município de Xambioá disse que está seguindo o Projecto Vernáculo de Imunização e que no próximo final de semana deve ampliar o público. Em Cachoeirinha, o prefeito informou que até o presente momento não recebeu nenhuma notificação, mas logo que receber ele responsabilidade responder formalmente.

Araguanã afirmou que o estoque da vacina está parado por estarem seguindo as orientações do Ministério da Saúde e com essa recomendação devem ampliar a vacinação de pacto com a verdade do município.

A TV Anhanguera também encontrou em contato com o município de Riachinho, mas não houver resposta.

Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -