sexta-feira, junho 25, 2021

MTST realiza bloqueios por aumento no valor do Auxílio Emergencial

- Publicidade -

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) está realizando na manhã desta sexta-feira (7) uma série de bloqueios em avenidas e rodovias de pelo menos sete estados. São eles: Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Minas Gerais e São Paulo.

De congraçamento com as primeiras informações, essas paralisações estão acontecendo para invocar a atenção em relação aos valores do Auxílio Emergencial. Os manifestantes estão pedindo para que o Governo aumente os valores para o patamar de R$ 600.

Em São Paulo, por exemplo, o bloqueio está acontecendo na capital paulista. Segundo informações, o principal ponto de protesto está na Avenida Tiradentes. De congraçamento com o portal de notícias UOL, há também pontos de bloqueio na ponte Eusébio Matoso e na relação da rodovia Anchieta com avenida das Juntas Provisórias.

Trabalhadores que estavam tentando passar por lá reclamaram muito da ação e disseram em entrevistas que o protesto acabava atrapalhando a vida deles. “Eles não trabalham e não deixam a gente trabalhar. É um sem razão. Eu só quero portanto ir lucrar o meu pão”, disse um trabalhador.

Os manifestantes discordam. “Ninguém aguenta mais. Chegou o limite. Tem gente desempregada passando rafa porque reduziram o auxílio emergencial. Tem gente sendo despejada por não conseguir remunerar o aluguel” disse o político Guilherme Boulos, que é um dos líderes do movimento.

Protestos no radar

Embora não comente oficialmente, o Governo Federalista está de olho nesses protestos que pedem o aumento do Auxílio Emergencial. É que há um patente temor de que essas manifestações cresçam e furem a bolha dos movimentos sociais. Mourejar com uma provável vaga de insatisfação popular é tudo o que o Planalto não quer neste momento.

No entanto, o mesmo Governo vem dizendo internamente que os protestos ainda não causam nenhum temor. Isso porque, ainda segundo eles, as manifestações ainda estão pequenas e muito setorizadas. Unicamente grupos de sindicalistas e de estudantes é que estão saindo para reivindicar neste momento.

Nem o MTST nem a Polícia Militar deram uma estimativa da quantidade de pessoas que estão participando desses bloqueios nos sete estados. Em São Paulo, a PM chegou por lá e acompanha a situação. Os trabalhadores que estão na pista esperam por uma solução rápida.

Auxílio Emergencial

O Governo Federalista começou os pagamentos do novo Auxílio Emergencial ainda no último dia 6 de abril. De lá para cá, o Palácio do Planalto concluiu os pagamentos da primeira parcela do mercê e está em vias de inaugurar a liberação do numerário da segunda para os informais e para os usuários do Bolsa Família.

Levante ano, os valores do Auxílio Emergencial estão nitidamente menores do que aqueles que vimos no ano pretérito. Em 2020, o Governo chegou a remunerar parcelas de até R$ 1200. Levante ano, no entanto, o sumo que o Planalto está pagando é o valor de R$ 375 por mês.

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a União está com numerário sobrando para remunerar o Auxílio. No entanto, a tendência é que eles usem esse numerário para aumentar a quantidade de parcelas do mercê, e não para aumentar os valores das mensalidades.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -