quinta-feira, julho 29, 2021

Novas Brigadas Municipais de Combate a Queimadas Ilegais serão formadas esta semana pela Resguardo Social Estadual – Surgiu

- Publicidade -

Depois de formar 15 Brigadas Municipais de Combate a Queimadas Ilegais e Incêndios Florestais, na semana passada, a Resguardo Social Estadual já tem novidade relação com as cidades a serem contempladas nos próximos dias. São 12 Prefeituras parceiras com os candidatos inscritos para os cursos. Palmas, a capital do estado, concluiu a formação do seu grupo no sábado, 03.

Os cursos contemplam conteúdos e técnicas sobre o surgimento, o desenvolvimento e o combate do queima, de forma teórica e prática, muito porquê o uso de equipamentos em campo. Outrossim, também há aulas sobre primeiros socorros.

“Esse trabalho de formação de Brigadas é muito importante, pois a gente consegue formar pessoas para atuar nesse período mais crítico, que começa no final de julho, indo para agosto e setembro, os meses mais complicados cá no Tocantins”, destacou o tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto da Resguardo Social Estadual.

Foto: Secom/BMTO

O tenente-coronel acompanhou o trabalho prático da Brigada de Palmas, realizado nas imediações do Parque Cesamar. Os 19 brigadistas executaram os aceiros normal, preto e molhado, e também puderam combater de indumentária o queima no trecho estabelecido pela Resguardo Social Estadual.

Tudo era escoltado de perto por três sargentos da corporação, que ministravam a formação. Um caminhão auto-bomba tanque florestal também estava de prontidão.

“O município de Palmas está de parabéns por ter feito a contratação dos brigadistas, pela contratação da capacitação e a gente entende que é uma forma a mais de atuar contra as queimadas ilegais. Já tem o quartel do Corpo de Bombeiros Militar, mas com a Brigada Municipal e nesse formato de trabalho integrado, só a população e o meio envolvente é que ganham”, afirmou Alves.

Neste ano, as primeiras Brigadas Municipais tiveram a formação iniciada pela Resguardo Social Estadual em 05 de maio. Na última semana deste mês é a previsão para a peroração dessas ações. Até lá, mais de 1.200 pessoas deverão receber as técnicas e estar em plena ação contra o queima.

“São muitas Brigadas. Os municípios abraçaram a motivo, pois o incêndio florestal é um sinistro no Tocantins e a solução passa pelo espeque, participação e responsabilidade de todo mundo. E as Prefeituras entenderam isso e nossa expectativa é de ter pelo menos 70% das cidades com suas brigadas”, concluiu o tenente-coronel Alves.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -