quinta-feira, maio 6, 2021

ordem das provas é alterada

- Publicidade -

Atenção candidatos! O edital do concurso Ministério da Economia passou por novidade retificação. A mudança foi publicada no Quotidiano Solene da União desta quinta-feira, 22.

Desta vez, a mudança discorre sobre a inversão dos horários de emprego das provas objetivas para os cargos de atividades técnicas de suporte de níveis superior I e nível superior II.

Agora, os candidatos aos cargos de atividades técnicas de suporte – nível superior II, para graduados em qualquer dimensão de formação II, e atividades técnicas de formação específica, destinados aos formados em curso técnico em Gestão, Contabilidade ou Informática, farão provas no período da manhã, a partir das 8h.

Já os inscritos às vagas para funções de atividades técnicas de suporte – nível Superior I, para formados em qualquer dimensão I, e de atividades técnicas de complicação intelectual, destinadas a quem possui bacharel em Gestão, Economia, Contabilidade ou Recta, farão os exames à tarde, a partir das 15h.
 

O documentos também informa que a Percentagem de Comitiva do Processo Seletivo Simplificado poderá mudar os dias e os horários de emprego das provas, conforme premência e conveniência administrativa.

No entanto, a data de emprego das provas seguem confirmadas para o dia 6 de junho.
 

Concurso Ministério da Economia divulga lista de isentos (Foto: Agência Brasil)
Concurso Ministério da Economia divulga lista
de isentos (Foto: Dependência Brasil)

Provas do concurso Ministério da Economia serão em junho 

Os candidatos do concurso Ministério da Economia realizarão as provas em Brasília. A seleção terá duas etapas de avaliação, sendo elas: os exames objetivos e de títulos.

A prova objetiva está marcada, agora, para o dia 6 de junho. Antes, a emprego aconteceria no dia 11 de abril, nos turnos da manhã (em seguida as 8h) e da tarde (em seguida as 14h). 

Mas, a tendência é de que os horários continuem os mesmos. Já os locais serão divulgados no dia 27 de maio. Ao todo, serão cobradas 60 questões de Conhecimentos Gerais e Específicos.

Na segmento básica, serão cobradas as disciplinas de Língua Portuguesa (15 questões), Moral na Gestão Pública e Legislação (cinco) e Informática Básica (dez).

Será considerado habilitado o candidato que obtiver nota igual ou superior a 50% do totalidade de pontos da prova, desde que não zere disciplinas.

A previsão é que sejam analisados os títulos dos aprovados, na objetiva, até as seguintes posições:

  • coordenador de estudo de prestação de contas temporário – 40ª posição;
  • exegeta de prestação de contas temporário – 250ª;
  • agente de suporte de prestação de contas temporário – 60ª; e
  • exegeta de instauração de tomada de contas próprio – 240ª.

A prova de títulos valerá dez pontos, ainda que o totalidade da pontuação enviada seja superior a esse valor. Os documentos serão aceitos entre os dias 10 e 13 de maio. O resultado final está previsto para 7 de junho.

A partir da homologação, a seleção terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois. Nesse período, serão realizadas as convocações.

Veja as principais datas do concurso Ministério da Economia:

Evento Data/Período
Período de Inscrições 08/02 a 08/04/2021
2ª oportunidade de inscrições para os candidatos que desejem requerer a isenção da taxa de matrícula  17/03 a 19/03/2021
Período para formalização da solicitação de isenção da taxa de matrícula (2ª oportunidade) 22/03 a 23/03/2021
Divulgação da estudo prévio dos pedidos de isenção em 2ª oportunidade  29/03/2021
Recursos contra o resultado prévio do pedido de isenção (2ª oportunidade)  30/03 a 31/03
Último dia para reimpressão da GRU (Guia de Recolhimento da União), inclusive para os candidatos que não obtiveram ou desistiram da isenção  09/04/2021
Divulgação dos Locais de Provas 27/05/2021
Emprego das Provas Escritas Objetivas

06/06/2021

Divulgação dos Gabaritos Preliminares das Provas Objetivas 06/06/2021
Interposição de recursos contra os Gabaritos Preliminares das Provas Objetivas 07/06 a 08/06/2021
Divulgação dos Gabaritos Finais das Provas Objetivas e do Resultado Prévio das Provas Objetivas 30/06/2021
Prazo para Recurso contra o Resultado Prévio das Provas Objetivas 01/07 a 02/07/2021
Resultado Final das Provas Objetivas 05/07/2021
Edital de Convocação para a Prova de Títulos 05/07/2021
Prazo para envio dos Títulos 06/07 a 09/07/2021
Resultado Prévio da Prova de Títulos 19/07/2021
Prazo para interposição de Recurso contra o Resultado Prévio da Prova de Títulos 20/07 e 21/07/2021
Resultado Final da Prova de Títulos 26/07/2021
Edital de convocação para o Procedimento de Heteroidentificação e para a Avaliação Biopsicossocial 26/07/2021
Realização do Procedimento de Heteroidentificação e da Avaliação Biopsicossocial 28/07 a 30/07/2021
Publicação do Resultado Final do Processo Seletivo 09/08/2021
Homologação 10/08/2021

Acesse AQUI o novo cronograma na íntegra

Concurso Ministério da Economia oferece mais de 500 vagas

Publicado em fevereiro, o edital do concurso Ministério da Economia oferece 100 vagas imediatas e mais 490 em cadastro de suplente.

Todas as oportunidades são temporárias e estão distribuídas por cargos dos níveis médio/técnico e superior. São eles:
 

Cargos Vagas imediatas Cadastro suplente Requisitos Salário
coordenador de estudo de prestação de contas temporário 4 36 Nível superior em Gestão, Economia, Contabilidade ou Recta R$6.130
exegeta de prestação de contas temporário 48 202 Nível superior em qualquer dimensão R$3.800
agente de suporte de prestação de contas temporário 8 52 Nível médio/técnico em Gestão, Contabilidade ou Informática R$1.700
exegeta de instauração de tomada de contas próprio 40 200 Nível superior em qualquer dimensão R$3.800

 

No caso do coordenador de estudo de prestação de contas temporário, além da graduação, será preciso ter experiência profissional superior a três anos, na sua dimensão de atuação, ou título de pós-graduação lato sensu, mestrado ou doutorado na dimensão.

Os aprovados serão contratados temporariamente para o quadro do Ministério da Economia, para o treino funcional em Brasília, no Província Federalista. Os contratos terão duração de um ano, podendo chegar a cinco.

Resumo sobre a seleção do Ministério da Economia

  • Órgão: Ministério da Economia
  • Cargos: atividades técnicas de complicação intelectual e de suporte
  • Vagas: 100 vagas imediatas e mais 490 em cadastro suplente (todas temporárias)
  • Requisito: nível superior
  • Remuneração: entre R$1.700 e R$6.130 (previsto)
  • Mesa: Idib
  • Inscrições: de 8 de fevereiro a 8 de abril (em seguida prorrogação)
  • Provas: 6 de junho

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -