terça-feira, junho 15, 2021

Polícia Penal PE: Uma vez que foi o último concurso?

- Publicidade -

A deputada delegada Gleide Ângelo solicitou que seja publicado, com urgência, um novo concurso Polícia Penal PE, para recomposição dos 402 cargos vagos no estado. Listamos nesta notícia, porquê foi o último concurso da Polícia Penal de Pernambuco, publicado em 2017.

Confira: Guia Matemática para Concursos (Gratuito)

Concurso Polícia Penal PE: novo edital solicitado

A Delegada Gleide Ângelo registrou a indicação nº 004980/2021 na Reunião Legislativa do estado de Pernambuco (ALE PE), para que um novo edital seja publicado em breve.

Segundo consta na indicação, a Delegada analisou que o torneio
deve ser realizado com urgência para completar o quadro de pessoal, que se encontra defasado.

Atualmente, 402 cargos estão vagos. A corporação conta com 1.598 agentes dos 2 milénio previstos na Lei nº 16.224, nas 24 unidades prisionais de Pernambuco que compreendem 33 milénio presos.

Vale lembrar que o incumbência de Agente Penitenciário foi confuso. Em agosto de 2020, a Proposta de Emenda à Constitucional nº 014/2020 foi publicada no Quotidiano Solene do Estado de Pernambuco, modificando a curso já para o próximo concurso, que será para Polícia Penal PE.

Aliás, em publicação no Quotidiano Solene de Pernambuco, na edição do dia 4 de junho, consta a indicação que pede ao governador do estado a nomeação de 38 candidatos.

Segundo o documento, os candidatos estão amparados por decisão judicial, mas ainda não foram nomeados e empossados para começarem a trabalhar, o que prejudica de forma exponencial o funcionamento ideal do sistema carcerário estadual.

Uma vez que foi o último concurso Polícia Penal PE

Publicado em 2017 e com validade até janeiro de 2022, o último concurso da Secretaria Executiva de Ressocialização de Pernambuco pode ser tirado porquê base para quem aguarda um novo edital para começas os estudos. Foram ofertadas 85 vagas para Agente de Segurança Penitenciária.

As inscrições do último torneio ocorreram entre os dias 7 de junho e 3 de julho de 2017, pelo site da mesa organizadora, o Núcleo Brasiliano de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), com taxa de R$ 120.

Entre os requisitos para o concurso Polícia Penal PE, estão: diploma, devidamente registrado, de peroração de curso de nível superior em qualquer extensão de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Instrução (MEC), e ter Carteira Pátrio de Habilitação, na categoria tipo “B”.

Etapas de seleção

Os concurseiros inscritos no último concurso Polícia Penal de Pernambuco
foram avaliados por meio de diversas etapas de seleção, sendo:

  • Prova objetiva, de caráter supressivo e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  • Prova discursiva, de caráter supressivo e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  • Exames médicos, de caráter supressivo, de responsabilidade do Cebraspe;
  • Avaliação de capacidade física, de caráter supressivo, de responsabilidade do Cebraspe;
  • Avaliação psicológica, de caráter supressivo, de responsabilidade do Cebraspe;
  • Investigação social, de caráter supressivo, de responsabilidade da SERES/PE.
  • Segunda lanço compreenderá Curso de Formação, de caráter supressivo e classificatório, de responsabilidade da SERES/PE.

Prova objetiva

A prova objetiva foi aplicadas no dias 20 de agosto de 2020, nas cidades de Recife/PE, Caruaru/PE e Petrolina/PE. Elas compreenderam as disciplinas de:

  • Língua portuguesa
  • Noções de Informática
  • Raciocínio lógico
  • Recta Administrativo
  • Recta Constitucional
  • Recta Penal
  • Recta Processual Penal
  • Legislação próprio

As questões foram do tipo múltipla escolha, com cinco opções (A, B, C, D e E), sendo uma única resposta correta.

Prova discursiva

Por outro lado, a prova discursiva foi aplicada com o valor de 20 pontos e contou com uma redação de texto dissertativo, de até 30 linhas.

O tema da redação foi relacionado a atualidades pertinentes à Segurança Prisional Pátrio e Direitos Humanos, mas só foi anunciado no dia do vistoria.

Exames médicos

Os aprovados nas provas supra foram convocados para os exames médicos que foram realizados por meio de agendamento.

Avaliação de capacidade física

Depois, os aprovados nos exames, foram convocados para a Avaliação de Capacidade Física, respeitando os empates da última posição. A avaliação consistiu na emprego dos cinco itens:

  • flexão de braço na barra fixa (sexo masculino) ou estático de barra (sexo feminino);
  • impulsão nivelado (sexos masculino e feminino);
  • abdominal (sexos masculino e feminino);
  • natação (sexos masculino e feminino);
  • corrida de 12 minutos (sexos masculino e feminino).

Avaliação psicológica

Em seguida, a avaliação psicológica foi aplicada, em caráter supressivo e consistiu na emprego e na avaliação de instrumentos e técnicas psicológicas.

As técnicas permitiram identificar a compatibilidade das características psicológicas do candidato com os requisitos necessários e restritivos ao desempenho das atribuições do incumbência.

Curso de formação

Com trouxa horária de até 560 horas presenciais e em tempo integral, os aprovados nas etapas anteriores ainda passaram por um Curso de Formação.

O curso foi de concordância com a Lei Complementar nº 323, de 11 de maio de 2016, e abrangeu atividades que puderam ser desenvolvidas nos turnos diurno e noturno, inclusive sábados, domingos e feriados.

O Curso de Formação foi realizado na cidade de Recife, a capital de Pernambuco.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -