terça-feira, abril 20, 2021

Primeiro dia de pagamento do Auxílio Emergencial apresenta instabilidades

- Publicidade -

Com o pagamento na terça-feira, dia 6 de abril, registraram-se diversas ocorrências uma vez que aglomeração e erros no aplicativo.

Aglomerações nas agências da Caixa

As agências da Caixa Econômica Federalista de diversas cidades apresentaram grande filas nesta terça-feira, 6 de abril. Isso porque ontem foi o primeiro dia de pagamento das novas parcelas do Auxílio Emergencial. Demais, nesse primeiro momento, o foco foi em pessoas nascidas no mês de janeiro que não participam do Bolsa Família.

Porém, houve a ocorrência de aglomerações mesmo com a divulgação, por segmento do Governo Federalista, do calendário para saque em moeda e transferência para início unicamente em maio. Ou seja, ainda com a impossibilidade de saques e transferências, grandes filas se formaram nas portas das agências em todo Brasil.

A princípio, no entanto, o pagamento da 1ª parcela se direciona a repositório direto em Poupança Social Do dedo da Caixa. O que, por sua vez, permite o entrada e movimentação somente através do aplicativo Caixa Tem.

Nesse sentido, houve registro de grande aglomeração nas agencias de Recife, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará.

Imagens obtidas por meio do giro de segurança das agências mostram diversas pessoas com cadeiras, sentadas e aguardando atendimento nas filas. Infelizmente, a grande maioria presente também não seguia as recomendações dos órgãos de saúde e não respeitava a obrigatoriedade do uso de máscaras, elemento crucial no combate à pandemia do novo Coronavírus.

Ou por outra, em diversos pontos de atendimento já era provável a visualização de filas para atendimento desde às 6 horas ainda que as agências estivessem em um horário de funcionamento padrão de 8h às 13h.

Enunciação por segmento da Caixa

Pedro Guimarães, atual presidente da Caixa Econômica Federalista, pede que os beneficiários participantes do programa que irão receber as novas parcelas priorizem a utilização dos canais digitais de entrada. Segundo ele, a utilização do aplicativo Caixa Tem é a maneira mais segura e se torna forçoso. Isto porque reduz o número de pessoas nas agências durante leste período tão quebradiço vivido por todos brasileiros em um momento de endurecimento da pandemia de Covid-19.

Pedro declara que “estamos vivendo um período muito sensível. Vamos realizar todos os pagamentos em abril e permitir a retirada nas lotéricas posteriormente quatro semanas. Ou por outra, temos um espaço de tempo entre o primeiro e o segundo ciclo de pagamentos, o que é importante para reduzir ao sumo as filas” nesta terça-feira.

Indo adiante, de concórdia com o presidente da instituição, o aplicativo Caixa Tem é atualmente o único meio disponível para realização de pagamentos e recebimento do Auxílio Emergencial. Segundo Pedro, a intenção é que o aplicativo funcione da mesma maneira que um banco do dedo.

Questionado sobre a presença de filas em diversas agências, Pedro Guimarães diz que a maioria das aglomerações foram estimuladas por participantes que tentavam desbloquear o aplicativo Caixa Tem e que o mesmo já apresentava murado de 2 milhões de downloads desde o dia 2 de abril.

Trabalhadores reclamam de mercê ainda “em processamento”

Um grupo de beneficiário participantes do novo Auxílio Emergencial vem encontrando problemas já neste início de pagamento das novas parcelas. Nesse sentido, ao longo da terça-feira, dia 6 de abril, muitos participantes reclamaram sobre a situação em que se encontravam seus cadastros, apresentando a mensagem “em processamento” no aplicativo Caixa Tem.

Portanto, a instituição afirma que o Dataprev, que é responsável por toda segmento de gestão e cadastro, envia os nomes de todos os participantes aptos ao recebimento. Segundo a Caixa, mais de 2,4 milhões de pessoas já teriam realizado o recebimento dos valores já no primeiro dia de pagamento.

Dessa maneira, através de pronunciamento, o Ministério da Cidadania, informa que status indica que o interessado está passando por uma novidade avaliação, feita por dados mais atualizados presentes na base de dados do governo.

Logo, trabalhadores que estão enfrentando leste problema poderão receber os valores. Porém, somente se forem aprovados durante o processo de requerimento, que deve ocorrer unicamente posteriormente o processamento dos dados de lotes restantes, por meio do Dataprev.

Para evitar agências lotadas, o beneficiário pode usar o aplicativo

Participantes do Auxílio Emergencial podem evitar a ida às agências físicas da Caixa Econômica Federalista. Essa medida é muito importante para sofrear o contágio da Covid-19. Por esse motivo, é importante que, aqueles que possuem entrada aos meios digitais, o priorizem.

Com o início do pagamento dos valores do mercê, interessados também recorrem à instituição financeira para tirar dúvidas sobre o uso do dedo dos serviços oferecidos. Em meio ao agravamento da pandemia, no entanto, a Caixa tem buscado intensificar e impulsionar o atendimento do dedo com a intenção de diminuir possíveis situações de contágio.

Site da Caixa e Auxílio Emergencial

 Uma das primeiras maneiras de se obter informações sobre o mercê e outras questões relacionadas a ele é através do site solene do banco, que possui segmento exclusivamente destinada ao Auxílio Emergencial, disponível em (https://www.caixa.gov.br/auxilio/auxilio2021/Paginas/default.aspx).

O portal possui atendimento 24h com funcionários para esclarecer as dúvidas mais comuns sobre contas no Caixa Tem. Muito uma vez que para validação de registros e datas sobre pagamentos e transferências.

Aplicativo Caixa Tem

Outra opção disponível é o aplicativo Caixa Tem, o próprio aplicativo da poupança do dedo. Através dele, portanto, é provável fazer pagamentos e receber recursos. Ou por outra, também, principalmente, tirar dúvidas sobre o mercê por meio de chat automático gerenciado pelo próprio banco.

Caixa Tem não funciona! O que o interessado pode fazer?

Com o início do pagamento das novas parcelas do auxílio o aumento no número de acessos ao app Caixa Tem de maneira simultânea acaba ocorrendo. Assim, há o comprometimento ao entrada, acarretando sobrecarga no sistema o que, consequentemente, pode tirá-lo do ar.

Caso isso aconteça com o interessado ele pode:

  • Verificar sua conexão com a internet.
  • Atualizar sua versão do aplicativo para a mais recente. Caso o aplicativo esteja desatualizado é provável apresentar mais erros quando comparado à versão atual.
  • Reiniciar seu aparelho celular e fazer uma limpeza na memória.
  • Evitar o horário de pico. O entrada poderá suportar instabilidades devido ao cimalha números de pessoas em um entrada simultâneo. Programe um horário estratégico para evitar possíveis erros de entrada.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -