reposição na Segurança é insuficiente, diz …

- Publicidade -

O deputado Solicitador Humberto Teófilo (PSL) protestou, na última terça-feira, 29, contra a repudiação de uma emenda de sua autoria. Nela, ele propôs novos concursos Goiás para a reposição de 6.500 vagas, na extensão da Secretaria de Segurança Pública, na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022.

“Gostaria de manifestar a minha indignação pela repudiação da minha emenda. A LDO apresenta a quantidade pífia de 3.939 reposições em caso de vacância. A Segurança Pública está um caos. Vamos entrar no último ano de governo e zero de concurso público. Queremos saber porquê eles vão fazer com as 800 vagas do cadastro de suplente da Polícia Militar que aprovamos, cá, e porquê vão fazer para realizar as progressões e as promoções?”, disse o deputado.

Na ocasião, o presidente da Percentagem de Tributação, Finanças e Orçamento da Câmara Legislativa de Goiás (Alego), Thiago Albernaz (Solidariedade), explicou que o relatório do deputado Amauri Ribeiro contempla secção das propostas apresentadas por Teófilo.

“Obviamente, respeitando o limite de gastos revalidado por esta Lar”, disse Albernaz.

Na sessão extraordinária híbrida da última terça-feira, 29, os parlamentares aprovaram, em primeira período de discussão e votação, a LDO 2022. Nesta quarta-feira, 30, ocorrerá a segunda votação.

A material, de iniciativa da Governadoria, é o instrumento usado pelo Governo Estadual para estabelecer as principais diretrizes e metas da Gestão Pública, principalmente, porquê base para a elaboração do orçamento do próximo ano.

Pela LDO, até o ano de 2023, o governo poderá repor 3.939 cargos vagos. Segundo o documento, no Executivo, espera-se a reposição totalidade de 51,7% das vacâncias até 2030, o que representaria um percentual médio anual de 12,92%

No entanto, até 2030, o Estado de Goiás deve chegar a 43.889 cargos vagos, segundo dados apresentados pelo estado. Desta forma, exclusivamente 22.689 cargos devem ser ocupados, totalizando assim a reposição totalidade de 51,7%.

LDO 2022 é votada na Alego e prevê
concursos Goiás (Foto: Maykon Cardoso/Alego)

Mesmo com RRF, Caiado promete concursos Goiás 

Em maio deste ano,  o Supremo Tribunal Federalista (STF) decidiu pela adesão do Estado de Goiás ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF). No último dia 14, o governador Ronaldo Caiado falou sobre a medida.

Segundo ele, o RRF não atrapalhará a realização de novos concursos.

“Nenhuma promoção, progressão, reajuste ou concurso deixará de ser feito dentro do parâmetro que existe de gasto do ano anterior, reajustado pela inflação”, disse.

informação foi confirmada  em um proclamação durante o lançamento da Operação Condensado Vivo 2021. Segundo Caiado, a adesão foi feita para o refinanciamento de débitos com a Secretaria do Tesouro Pátrio (STN).

“Sobre nossas dívidas, pagamos o que nós podemos e temos a crença de que não podemos gastar mais do que Goiás tem. Quero tranquilizar a todos: nenhuma promoção, progressão, reajuste ou concurso deixará de ser feito dentro do parâmetro que existe de gasto do ano anterior, reajustado pela inflação. Oriente é o parâmetro chamado de teto de gastos”, explicou o governador de Goiás.

Vale lembrar que o Projeto de Lei nº 4.996/2021, revalidado pela Câmara Legislativa no dia 9 de junho, permite a realização de concursos em Goiás mesmo com a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF).

Aliás, o PL prevê que o RRF não congele salários e nem proíba a licença de progressão funcional, desde que haja obediência ao limite da inflação medida pelo Índice Pátrio de Preços ao Consumidor Espaçoso (IPCA).

Folha Cursos

Concursos Segurança GO somam mais de 3,4 milénio vagas

A extensão da Segurança deverá ser a mais contemplada nos próximos meses, já que tem previsão de 3.418 vagas nas três corporações, sendo elas:

  • Concurso PM GO: 2 milénio vagas, sendo 1.900 para soldado e 100 para cadete.
  • Concurso Bombeiros GO: milénio vagas, sendo 900 para o quadro de praças (soldado 2ª Classe) e 100 para o quadro de oficiais.
  • Concurso Polícia Social GO: 418 vagas, sendo 115 escrivães de polícia e 303 agentes de polícia, ambos da 3ª Classe da curso.

Vale lembrar que os três editais da Segurança Pública de Goiás já foram solicitados pela Alego. Segundo ofícios, o Comando de Gestão de Finanças já se manifestou de forma favorável à proposta para a PM GO e Bombeiros GO.

O mais aguardado, no entanto, é o concurso da Polícia Social, que vem sendo anunciado nos últimos anos. A seleção prevista é para 418 vagas, sendo elas:

  • 115 vagas para escrivães de polícia; e
  • 303 para agentes de polícia.

Ambas as carreiras exigem o nível superior em qualquer extensão. O pedido já foi guiado à Secretaria de Gestão para a realização imediata da seleção.

Prepare-se para concursos com a Folha Cursos

Folha Cursos chegou para apressar os seus estudos. Em nossa novidade plataforma, você encontra materiais completos, otimizados e sem enrolação!

Confira a seguir os cursos preparatórios já disponíveis:

Por função

Por curso

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -