quinta-feira, julho 29, 2021

Sindiperitos pede mais vagas no concurso PC ES 2018, em anda…

- Publicidade -

O Sindicato dos Peritos Oficiais do Estado do Espírito Santo, o Sindiperitos, solicitou mais vagas no concurso PC ES 2018, que está em curso. O ofício foi guiado à Plenário Legislativa (Ales).

O documento é o ofício de nº037/2021, assinado pelo presidente, e solicita:

“escora desta Percentagem para efetivar a autonomia da perícia solene e o aumento de vagas do concurso em curso para a perícia.”

Vale primar que não há nenhuma garantia de que oriente pedido será atendido. Mas, é provável que o governo se sensilize com a solicitação, já que consta previsão de provimentos no Orçamento 2021 do estado.

Atualmente, o governo do Espírito Santo conta com R$440 milhões a serem destinados para a Segurança Pública. Também há novo concurso previsto para transpor em 2021, que deve ter edital no segundo semestre.

Concurso PC ES 2018 já teve aumento de vagas

Se atendido o pedido do Sindiperitos, esta não será a primeira vez que o concurso PC ES 2018 terá um aumento de vagas. Em 2020, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, anunciou mais 275 vagas na seleção, em curso.

O incumbência de escrivão foi o que teve o aumento mais significativo, com 110 vagas a mais do que o previsto no edital de franqueza do concurso.

No caso do perito solene criminal, o quantitativo subiu de 50 para 76 vagas no concurso. O sindicato não informa quantas vagas a mais seria o necessário.

Houve acréscimo de vagas em todos os sete cargos do edital de franqueza. As carreiras são de nível médio e superior.

“Com a contratação de mais policiais com certeza iremos melhorar o atendimento à população em diversas delegacias do Estado, além de dar mais poderio investigativo à nossa PCES, que já faz um exímio trabalho com eminente índice de elucidação de crimes”, disseram o secretário de Estado da Segurança Pública e Resguardo Social, coronel Alexandre Ramalho, e o delegado-geral da Polícia Social, José Darcy Arruda.

Concurso da PC ES 2018 tem pedido para mais vagas
(Foto: Divulgação/Guarapari)

Concurso PC ES terá novo edital em 2021

A Polícia Social do Espírito Santo terá um novo edital de concurso PC ES em 2021. A seleção está prevista no Orçamento e já foi confirmada pelo governador, além da própria corporação.

Estão confirmadas 40 vagas para o incumbência de representante. As chances serão efetivas e o edital está previsto para transpor até o final de 2021.

A percentagem já foi formada. A próxima lanço será iniciar a contratação da carteira organizadora. A assessoria confirmou que o processo se dará por meio de um solicitação público, cuja data também não foi informada.

A Polícia Social do Espírito Santo formou, em maio, a percentagem organizadora do seu próximo concurso PC ES de representante. O diretor da Acadepol Joel Lyrio Junior é o presidente do grupo, que ainda contará com outros quatro membros, sendo:

  • Ismael Forattini Peixoto de Lima – (representante da PCES)
  • Nicolle Santiago de Castro Perúsia – (representante da PCES)
  • Rafael Amorim Ricardo – (representante da Sesp)
  • Ana Cláudia Passos Santos Silva – (representante da Seger)

Segundo o documento, competirá à percentagem organizadora do concurso:

-> Executar os procedimentos descritos na Norma de Procedimento do Sistema de Gestão de Recursos Humanos n.º 18 (NP/SRH 18), quanto às atividades relativas à formalização, realização contratual e realização do Concurso Público em si.

-> Elaborar as manifestações para subsidiar a tomada de decisão pelos respectivos Ordenadores de Despesa.

Último concurso PC ES representante ofertou 33 vagas

O último edital de concurso PC ES para a curso de representante foi publicado em março de 2019. Na era, oa val foi para 33 vagas imediatas, sendo todas divulgadas no edital.

Foram aplicadas provas objetivas e discursivas, em  dia 14 de julho, no município de Vitória, capital do Espírito Santo. Naquele mesmo dia, os concorrentes responderam a um totalidade de 120 questões, sendo:

  • Recta Penal – 25 questões
  • Recta Processual Penal – 25 questões
  • Recta Administrativo – 20 questões
  • Criminologia – 15 questões
  • Recta Constitucional – 15 questões
  • Direitos Humanos – 05 questões
  • Recta Social – 05 questões
  • Medicina Lítico Judiciária – 05 questões
  • Legislação Estadual – 05 questões

Entretanto, os critérios de correção do Instituto Entrada, carteira organizadora, foram questionados pelos concorrentes. Em seguida vários trâmites judiciais, a Procuradoria Universal do Estado (PGE ES) recomendou que o concurso fosse anulado.

As demais etapas do concurso de representante não foram realizadas. Elas seriam compostas por examinação de capacidade física, examinação de sanidade física e mental, examinação psicotécnico, prova verbal, avaliação de títulos, comprovação do tempo mínimo de prática judicial ou atividade policial, sindicância de vida pregressa e, por termo, um curso de formação profissional.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -