terça-feira, junho 15, 2021

Três candidatos de concurso da PM no Amapá são indiciados por apresentação de diplomas falsos | Amapá

- Publicidade -

Um trio de candidatos do concurso público da Polícia Militar (PM) foi indiciado pela Polícia Social do Amapá nesta sexta-feira (21) pelos crimes de falsificação de documento público e uso de documento falso.

Outras duas pessoas que participaram das falsificações também foram indiciadas pela corporação pelos mesmos crimes.

Segundo apuração da 6ª Delegacia de Polícia (DP) de Macapá, os documentos eram de faculdades particulares dos estados do Amapá e Paraná.

Procurador-adjunto da 6ª DP de Macapá, Leandro Leite — Foto: Leandro Leite/Registro Pessoal

O delegado-adjunto da 6ª DP, Leandro Leite, afirmou que a investigação em fevereiro deste ano posteriormente suspeita da equipe que analisa os documentos apresentados pelos candidatos do torneio.

“Enviamos documento para a universidade que fica no Paraná e solicitamos informações para a faculdade do Amapá, e logo que as informações foram chegando nós conseguimos identificar as duas pessoas que estariam por trás desse esquema de falsificação e venda de diplomas”, disse.

Ainda de convenção com o sindicância policial, que já foi guiado à Justiça, um dos candidatos chegou a remunerar R$ 5 milénio para obtenção de um dos diplomas falsos.

6ª Delegacia de Polícia Social no bairro do Trem, Zona Médio de Macapá — Foto: Victor Vidigal/G1

Documento importante para ingresso na curso da PM, os diplomas apresentavam informações fraudulentas sobre a grade curricular do curso superior, notas das disciplinas e uma menção honrosa para o suposto acadêmico.

Segundo a Social, um dos candidatos apresentou diploma do curso de instrução física e outros dois do curso de governo de empresas.

Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá

ASSISTA inferior o que foi destaque no AP:

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -