quarta-feira, abril 14, 2021

URGENTE: Calendário do auxílio emergencial está pronto, diz Caixa

- Publicidade -

Nesta quinta-feira (18), o presidente da Caixa Econômica Federalista, Pedro Guimarães, anunciou que o calendário solene de pagamento da novidade rodada do auxílio emergencial já está definido.

No entanto, o cronograma depende da validação do presidente Jair Bolsonaro, que entregará ao Congresso Pátrio as medidas provisórias que autorizam o novo pagamento do auxílio emergencial.

Durante uma entrevista, realizada com o objetivo de explicar o lucro de R$ 13,169 bilhões do banco em 2020, o presidente da Caixa informou que o banco está mais prestes tecnologicamente para a realização de novos  pagamentos nas agências e por meio do aplicativo Caixa Tem.

“Do ponto de vista técnico, estamos preparados desde 2020, fazendo esse estabilidade entre o pagamento nas agências e no do dedo, tendo porquê objetivo capital ajudar as pessoas a receber os recursos e evitar aglomeração”, disse Guimarães.

Ainda, de entendimento com o presidente da Instituição financeira, o pagamento a 45,6 milhões de beneficiários será realizado com o mesmo molde do segundo semestre de 2020, com calendários escalonados para os trabalhadores informais e com o cronograma fixo do Bolsa Família para os inscritos no programa.

Lhaneza de novas agências

A Caixa divulgou, recentemente, a contratação de 5.570 empregados e terceirizados para substanciar o atendimento em todo o país e de 87 técnicos em Tecnologia da Informação (TI) para trabalharem no Província Federalista.

Ainda, de entendimento com o banco, há  previsão de lhaneza de 76 agências neste ano, sendo 52 nas regiões Setentrião e Nordeste. Para as novas unidades, um totalidade de 506 profissionais serão contratados.

Em sua enunciação, Guimarães informou que a lhaneza das agências deu prioridade às áreas menos desenvolvidas. “Outrossim, 52 [novas agências] estarão nas regiões Setentrião e Nordeste, que são regiões mais carentes. E, em peculiar, Pará e Maranhão, cada um recebendo 16 novas agências”.

Banco do dedo

Foi anunciado também, pelo presidente da Caixa, que a instituição obteve autorização da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) para produzir seu próprio banco. Segundo Guimarães, o pedido à Sest foi feito em dezembro e agora a lhaneza do banco do dedo depende de diversas fases de autorização pelo Banco Médio.

Por termo, o presidente do banco informou que  o banco do dedo será iniciado com um totalidade de 107,2 milhões de clientes e será a maior nascente de pagamentos da Caixa, em razão das transações com débito e do Pix.

ARTIGOS RELACIONADOS

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -